Tamanho da letra

Viso da Igreja

MINHA IGREJA ME CONCEDE 

O propsito de Deus para a vida (misso) 

O povo de Deus para viver (comunho) 

O princpio de Deus para a vida (maturidade) 

O poder de Deus para viver (glorificao)





O que cremos?

Creio em Deus Pai, Todo-poderoso, Criador do Cu e da terra. Creio em Jesus Cristo, seu nico Filho, nosso Senhor, o qual foi concebido por obra do Esprito Santo; nasceu da virgem Maria; padeceu sob o poder de Pncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; ressurgiu dos mortos ao terceiro dia; subiu ao Cu; est sentado direita de Deus Pai Todo-poderoso, donde h de vir para julgar os vivos e os mortos.

Creio no Esprito Santo; na Santa Igreja Universal;  na comunho dos santos; na remisso dos pecados; na ressurreio do corpo; na vida eterna. Amm. 

Ver na ntegra a doutrina presbiteriana: ver CONFISSO DE F DE WESTMINSTER no cone Downloads!



NOSSA HISTRIA

A Igreja Presbiteriana do Brasil uma federao de igrejas que tm em comum uma histria, uma forma de governo, uma teologia, bem como um padro de culto e de vida comunitria. Historicamente, a IPB pertence famlia das igrejas reformadas ao redor do mundo como fruto do trabalho missionrio da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos. a mais antiga denominao reformada do pas, tendo sido fundada pelo missionrio Ashbel Green Simonton (1833-1867), que aqui chegou em 1859. O nome ?igreja presbiteriana? vem da maneira como a igreja administrada, ou seja, atravs de ?presbteros? eleitos democraticamente pelas comunidades locais, as quais so governadas por um ?conselho? de presbteros e estes oficiais tambm integram os conclios superiores da igreja, que so os presbitrios, os snodos e o Supremo Conclio.

Quanto sua teologia, as igrejas presbiterianas so herdeiras do pensamento do reformador Joo Calvino (1509-1564) e das notveis formulaes confessionais elaboradas pelos reformados nos sculos 16 e 17. Dentre estas se destacam os documentos elaborados pela Assembleia de Westminster, reunida em Londres na dcada de 1640. A Confisso de F de Westminster, bem como os seus Catecismos Maior e Breve, so adotados oficialmente pela IPB como os seus smbolos de f ou padres doutrinrios. Entre as suas nfases esto: a soberania de Deus, a eleio divina, a centralidade da Palavra e dos sacramentos, o conceito do pacto, a validade permanente da lei moral e a associao entre a piedade e o cultivo intelectual.

O culto presbiteriano caracteriza-se por sua nfase teocntrica, simplicidade, reverncia, contedo bblico e pregao expositiva. Entretanto, quando se diz que o culto reformado solene e respeitoso, no se implica com isso que deva ser rgido e sem vida. O verdadeiro culto a Deus tambm fervoroso e alegre.

A IPB tambm valoriza a educao crist dos seus adeptos atravs da Escola Dominical e outros meios; congrega os seus membros em diferentes sociedades internas para comunho e trabalho de acordo com a idade; tem a conscincia de possuir uma misso dada por Deus, a ser cumprida atravs da evangelizao e do testemunho cristo. Cada igreja possui um grupo de oficiais, os diconos, cuja funo primordial o exerccio da misericrdia crist. O presbiterianismo tem uma viso abrangente da vida, entendendo que o evangelho de Cristo tem implicaes para todas as reas da sociedade e da cultura.

DE ONDE VIEMOS?

O presbiterianismo nasceu da Reforma Protestante do sculo 16. Tendo o protestantismo comeado na Alemanha, sob a liderana de Martinho Lutero. Pouco depois surgiu uma segunda manifestao sob a direo de outro ex-sacerdote, Ulrico Zunglio (1484-1531). Esse novo movimento ficou conhecido como a Segunda Reforma ou Reforma Sua. O entendimento de que a reforma sua foi mais profunda em sua ruptura com a igreja medieval e em seu retorno s Escrituras fez com que recebesse o nome de movimento reformado e seus simpatizantes ficassem conhecidos simplesmente como ?reformados?.

Poucos anos depois da morte de Zunglio surgiu o francs Joo Calvino (1509-1564), que concentrou os seus esforos na cidade sua de Genebra, onde residiu durante 25 anos. Atravs da sua obra magna, a Instituio da Religio Crist ou Institutas, comentrios bblicos, tratados e outros escritos, Calvino traou os contornos bsicos do presbiterianismo, tanto em termos teolgicos quanto organizacionais, luz das Escrituras Sagradas.

Graas aos seus escritos, viagens, correspondncia e liderana eficaz, Calvino exerceu enorme influncia em toda a Europa e contribuiu para a difuso do movimento reformado em muitas de suas regies. Dentro de poucos anos, a f reformada fincou slidas razes no sul da Alemanha, na Frana, nos Pases Baixos (as futuras Holanda e Blgica) e no leste europeu, onde surgiram comunidades reformadas em pases como a Polnia, a Litunia, a Tchecoslovquia e especialmente a Hungria.

Outra regio da Europa em que a f reformada teve ampla aceitao foram as Ilhas Britnicas, particularmente a Esccia, cujo parlamento adotou o presbiterianismo como religio oficial em 1560. Para tanto foi decisiva a atuao do reformador Joo Knox (1514-1572), que foi discpulo de Calvino em Genebra. Foi nessa regio que surgiu a designao ?igreja presbiteriana?. Na Inglaterra e na Esccia dos sculos 16 e 17, o presbiterianismo representou uma posio ao mesmo tempo teolgica e poltica. Com esse termo, as igrejas reformadas declaravam que no queriam uma igreja governada por bispos nomeados pelos reis (episcopalismo), e sim por presbteros eleitos pelas comunidades. Foi na Inglaterra que, em meio a uma guerra civil, o parlamento convocou a Assembleia de Westminster (1643-1649), que elaborou os documentos confessionais mais amplamente aceitos pelos presbiterianos ao redor do mundo.

Nos sculos 17 e 18, milhares de calvinistas emigraram para as colnias inglesas da Amrica do Norte. Muitos deles abraavam a teologia de Calvino, mas no a forma de governo eclesistico Presbiterial proposta por ele. Foi esse o caso dos puritanos ingleses que se estabeleceram na Nova Inglaterra. Ao mesmo tempo, as colnias norte-americanas tambm receberam muitas famlias presbiterianas emigradas da Esccia e do norte da Irlanda. Foram essas pessoas que eventualmente criaram a Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos, cujo primeiro conclio, o Presbitrio de Filadlfia, foi organizado em 1706 sob a liderana do Rev. Francis Makemie, considerado o ?pai do presbiterianismo norte-americano?. O primeiro Snodo foi organizado em 1717 e a Assembleia Geral em 1789. Em 1859, a Junta de Misses Estrangeiras da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos enviou ao Rio de Janeiro o Rev. Ashbel Green Simonton, fundador da Igreja Presbiteriana do Brasil.

REV. ASHBEL GREEN SIMONTON


         Ashbel Green Simonton (1833-1867), nasceu em West Hanover, no sul da Pensilvnia, e passou a infncia na fazenda da famlia. Eram seus pais o mdico e poltico William Simonton e D. Martha Davis Snodgrass, filha de um pastor presbiteriano. Ashbel era o mais novo de nove irmos.

Em 1846, a famlia mudou-se paraHarrisburg, a capital do estado, onde Ashbelconcluiu os estudos secundrios. Aps formar-se no Colgio de Nova Jersey (a futura Universidade de Princeton), em 1852, o jovem passou cerca de um ano e meio no Mississipi, trabalhando como professor. Voltando para o seu estado, teve profunda experincia religiosa durante um avivamento em 1855 e ingressou no Seminrio de Princeton, fundado em 1812. No primeiro semestre de estudos, ouviu um sermo do Dr.Charles Hodge que despertou o seu interesse pela obra missionria no exterior. Concludos os estudos, foi ordenado em 1859 e chegou ao Brasil no dia 12 de agosto do mesmo ano. Pouco depois de organizar a Igreja Presbiteriana do Rio de Janeiro (12/01/1862), o jovem missionrio seguiu em viagem de frias para os Estados Unidos, vindo a casar-se com Helen Murdoch. Regressaram ao Brasil em julho de 1863. No final de junho do ano seguinte, Helen faleceu nove dias aps o nascimento da sua filha, que recebeu o seu nome, Helen Murdoch Simonton. Com o passar dos anos, Simonton criou o jornal Imprensa Evanglica (1864), organizou o Presbitrio do Rio de Janeiro (1865) e fundou o Seminrio Primitivo (1867), este ltimo localizado em um edifcio de vrios pavimentos junto ao Campo de Santana.



Espalhe por aí